Windsurf e Kitesurf x Surf

Publicado em 23/02/2017 00:00
Windsurf e Kitesurf x Surf

 

Windsurf e Kitesurf x Surf

 

Segue um comparativo entre Windsurf e Kitesurf x Surf. Matéria escrita no original da maneira mais objetiva possível. Nos finalmente, são todos esportes de ação e forte impacto visual, cada um com seu charme próprio e capazes de atrair seu público cativo. Podem inclusive ser entendidos como complementares entre si e muitas vezes praticados por uma mesma pessoa, dependendo de seu humor, vento, condições das águas e ondas.

O tempo dos grandes conflitos entre esportistas de uma ou outra modalidade já praticamente passaram, e por exemplo surfar em condições de muito vento e marolas nem sempre é agradável, restando portanto, o windsurf e o kite. Por outro lado, para estes últimos é necessário o vento, e na ausência deste...

 

 

Facilidade no aprendizado

Em termos de velocidade e facilidade no aprendizado, é um assunto meio subjetivo. Pode ser dito que as primeiras horas tentando surfar podem ser bastante frustrantes (em termos de tentativos x resultados), mais do que no windsurf e no kitesurf.

A maior dificuldade está em que você precisa ficar em pé numa prancha estreita e instável, que vai demandar uma quantidade considerável de tentativas até colher resultados. No windsurf, o resultado vem bastante rápido em termos de se deslocar e conseguir algum proveito. O kitesurf apesar de ser relativamente técnico no primeiro contato, permite em pouco tempo uma evolução bastante grande.

Coloco aqui um parênteses pessoal: Entre as 3 modalidades, com um nível satisfatório de desempenho (surf na parede da onda com algumas batidas, kite e windsurf nas alças e planando no trapézio), diria que o windsurf é o mais difícil de conseguir o resultado esperado. E o kite o mais fácil.

 

Condicionamento físico

Em termos de condicionamento físico necessário, o surf é o mais desafiador e exigente dos 3. Nos estágios iniciais o windsurf realmente destrói o aprendiz, mas com a evolução vem também o controle no uso do trapézio e como descarregar a pressão do vento na vela e usar esta força para nossa vantagem. Neste estágio paramos de lutar com o equipo e passamos a substituir o esforço físico pela técnica aplicada.

Já no surf, para atravessar uma rebentação e pegar uma onda, não existe opção a não ser remar. E isto custa muita energia ao esportista ( o retorno vem em condicionamento físico). O surf é portanto o esporte que mais demanda energia e condicionamento físico do praticante.

 

Transporte

Nem sei porque escrever sobre isto...

O vencedor lógico é o surf. Em segundo vem o kite e por ultimo o windsurf.

 

Bag de windsurf:

 

 

Bag de kitesurf:

 

 

Bag de surf:

 

 

Fragilidade do equipamento

Pranchas de surf são muito leves para permitir as manobras e principalmente a remada. E isto tem um preço que é a consequente fragilidade.

 

 

Custo

Novamente o surf é o vencedor. Além do custo da prancha em si ser inferior à prancha de windsurf e kitesurf (talvez aqui equivalente), basta um leash e um foot pad e parafina e está feito. No kite e no Wind, o custo das velas, kites, cabos e barra de comando, trapézios, mastro, retranca e demais itens, leva o custo total a talvez o triplo ou mais do que o do surf.

E também o custo de manutenção e transporte é inferior no surf, pois nos demais precisa também ser considerado o conjunto de vela e kite.

 

Quantidade de acessórios

A vantagem que o surf tem sobre os outros dois esportes está na mesma proporção que correr x ciclismo. Para um corredor, basta calçar o par de tênis e sair correndo. O ciclista precisa da bicicleta, tênis ou sapatilhas especiais, capacete, luvas, etc...

Da mesma maneira, o surfista precisa apenas da prancha. Para o kite e windsurf, já foi descrito acima a quantidade de acessórios necessária. E se pensarmos que normalmente um velejador tem mais de uma vela ou kite, a quantidade aumenta ainda mais. Isto sem falar na possibilidade de esquecer um dos itens em casa... E aqui posso até estar esquecendo algo...

 

Acessibilidade para a pratica

Dependendo onde você vive, este fator pode ser determinante. Se você curte ondas, precisa necessariamente viver próximo da costa ou enfrentar longas viagens para a pratica do surf. Por outro lado, lagos e até mesmo grandes rios são excelentes opções para a pratica do kite e do windsurf.

 

Segurança

É um assunto complexo para analisar. Pode-se entretanto dizer que se estivermos em um point conhecido e condições favoráveis, o surf é o mais seguro. Neste esporte, somente existe o risco se superestimarmos nossas habilidades, como em qualquer esporte.

Quando dependemos do vento, existe sempre uma serie de fatores que podem transformar nossa diversão numa situação perigosa. O vento pode diminuir ou aumentar demasiado, mudar de direção, e outras coisas mais que podem entretanto, ser antecipadas com uma boa checada nas previsões e olho no ambiente ao redor.

As previsões de ondas por outro lado tendem a ser mais acuradas e as consequências de eventuais alterações das condições, podem ser facilmente evitadas, bastando para tanto remar de volta à areia.

 

Importante é estar bem preparado e conhecer razoavelmente o local da pratica do esporte, com pontos de entrada e saída, previsões meteorológicas e suas próprias condições físicas e limitações.

 

No final, pode ser dito que são esportes complementares. A maior ou menor exposição de um deles pode ser determinante para a sobrevivência do outro.

E importante: Tem ondas mas não tem vento? Vamos ao surf. Tem os dois? Vamos ao kite a ao windsurf wave. Só vento sem ondas? Vela e kite na cabeça.

Não tem vento nem ondas? Vamos ao churrasco e à cervejinha gelada. E importante, rodeado de amigos!

 

Original escrito por “Arne” em 27/Abr/2014

Fonte: http://howtowindsurf101.com/wind-vs-kite-vs-surf/

 

Muito obrigado ao Caio (Luiz Carlos Uller) do Windville Club pela dica da matéria.

 

Bons ventos a todos,

 

Carlos Jürgens

    

comments powered by Disqus